Tartarugas

A lebre e tartaruga.
Certo dia, lá no reino da bicharada, a lebre, metida que só, ridicularizou as patas pequenas e a lerdeza da tartaruga, fez isso para vangloriar-se da sua velocidade sem igual no mundo animal.
A tartaruga cansada dos comentários da lebre resolveu, para a surpresa da bicharada, desafiar a lebre para uma corrida. Essa por sua vez depois de rir-se um bocado da ingenuidade da amiga em propor tal desafio acabou por aceitar. Ambas acertaram os detalhes da corrida com a Dona Raposa que foi quem marcou a data e escolheu o percurso da prova.
No dia marcado as duas concorrentes estavam nos seus postos no ponto de partida  sobre os gritos e aplausos dos amigos, familiares e curiosos quando a Raposa deu a ordem de partida.
A lebre saiu a toda velocidade na frente , e depois de ter tomado uma boa distancia achou que podia deitar e descansar um pouco. Nessa acabou por cair no sono. A tartaruga com seu passinho lento mas constante iniciou sua corrida sem parar para nada até que alcançou a lebre dorminhoca, possou por ela e rumou para a linha de chegada.
O alvoroço da bicharada ao avistar a tartaruga próxima a linha final acabou por acordar a lebre que pulou de um salto e tão rápido quando conseguia saiu correndo para alcançar a tartaruga, mas foi impossível:  viu sua rival desengonçada cruzar a linha de chegada e se tornar vencedora!
A lebre ficou muito inconformada mas teve que admitir que devagar se chega ao longe.
Fabula de Esopo adaptada por Nil Lima da Silva

Riscos de Tartarugas para pintar.